Inteligência de mercado

Big data para vendas: conheça sua relação com a saga Star Wars

21/12/20 por Washington Fray

Deixe seu contato e acompanhe os Insights e as novidades do mundo da tecnologia e da transformação digital

Vivemos uma era onde as informações coletadas por empresas transformam a experiência do cliente, mostrando a eficácia do big data para vendas.


Atualmente, coletar informações pessoais permite que a empresa seja relevante para cada perfil de consumidor, e ofereça o que ele quer, na hora certa.


Nesse sentido, percebe-se que o sistema de banco de dados evoluiu a ponto de fazer deste um diferencial competitivo para a gestão baseada em big data.


Com o despertar da força dos dados para os negócios, podemos traçar um paralelo entre o big data e uma das franquias mais famosas do cinema: Star Wars.


Neste artigo, convidados você a viajar para uma galáxia muito, muito distante, para compreender a relação entre estes dois mundos, tanto na ficção, quanto na realidade das empresas.

Star Wars & Big data para vendas

Analisando o enredo de Star Wars: The Force Awakens, o sétimo filme da saga, percebemos os principais desafios do gerenciamento de big data.


Resumindo, a busca pelo jedi Luke Skywalker, tanto pela resistência quanto pela Primeira Ordem, expõe os valores que os dados têm para as organizações.


Ou seja, o filme mostra a importância da integração, da qualidade e da segurança necessária para o uso correto dos dados em prol da empresa.


Para ficar mais claro, dividimos este três tópicos importantes para a gestão de dados para refletir sobre a história contada por J. J. Abrams nas telonas.


Desta forma, pretendemos mostrar como lidar com os desafios encontrados no gerenciamento do big data para vendas sob um olhar jedi.

Integração dos dados

Para começar a entender a relação entre o big data e a narrativa central do episódio VII de Star Wars, basta olhar para a necessidade de ambos os lados da força.


Vilões e mocinhos possuem um pedaço de um mapa que levam a localização do personagem Luke, porém precisam estar completos para que sejam acessados.


Ou seja, mesmo diante de dados coletados e armazenados, os gestores não conseguem utilizá-los totalmente já que os dois conjuntos de dados são destinados à integração.


Assim, os dados de ambos os lados da trama pertencem a um conjunto de informações que, juntas, formam o mapa completo.


Por um lado, a Primeira Ordem detém um mapa galáctico mas não com detalhes sobre a localização de Luke.


Ao mesmo tempo que a resistência conta com a localização exata do personagem, porém sem parâmetros de outros lugares e sem referências da região.


Convertendo para o ambiente de vendas, esta analogia mostra o desafio da gestão diante da integração dos dados coletados.


Em outras palavras, quanto mais rápido a operação conseguir integrar seus dados, e mais eficaz for este processo, melhor o resultado.


Repare que durante todo o filme os dois lados da Força disputam pelo mesmo objetivo de integração de big data.

Qualidade e segurança das informações

A caçada ao personagem queridinho do público que consome a saga Star Wars surge a partir da qualidade das informações que cada ala da trama detém.


Tanto pelo mapa galáctico do vilão Kylo Ren que precisa de uma única peça, quanto pelo sinal solitário de Luke que bóia sem rumo diante da resistência.


Nenhum dos dois grupos poderia sequer imaginar a existência do personagem sem partir de dados de qualidade.


O mesmo vale para a aplicação de big data para vendas, pois toda informação coletada de forma eficaz garante maior qualidade na experiência do cliente.


O exemplo mais claro que mostra a importância da qualidade dos dados aparece em ofertas de itens esportivos para consumidores de times rivais.


Em contrapartida, os diferentes núcleos de Star Wars: The Force Awakens mostram que a segurança dos dados também fazem parte da trama para alcançar Luke.


Para proteger seus dados, os mocinhos usam a juventude de Rey, para proteger os dados inseridos no android em forma de bola de futebol, BB-8.


Ao criar camadas de segurança para os dados armazenados, as empresas fortalecem sua base de contatos a partir de sistemas cada vez mais avançados.

A Força do Big data para vendas

Certamente muitos já conhecem o final desta história onde ambos os lados apresentam diferentes perspectivas de estratégias de Big Data para vendas. 


Para implementar o gerenciamento de vendas a partir de big data, não será necessário “que a Força esteja com você”... 


Mais que isso, basta conhecer as soluções de Big Data Analytics e Inteligência Artificial da Viceri!


Tags:

)