Big data: conheça os diferentes segmentos que podem abraçar o sistema

Fique por dentro de tudo que acontece na Viceri

Assine a nossa Newsletter

Ao enviar este formulário, declaro que li e aceito a Declaração de Privacidade da Viceri.

Considerando o universo dos dados gerados por empresas, o desafio é saber usar o big data como forma de processar todo o conteúdo em prol da companhia.

De acordo com dados da Receita Federal apresentados pelo Sebrae, no Brasil existem quase 20 milhões de empresas, sendo mais da metade delas dentro dos setores de serviços (8,6 mi) e comércio (6,6 mi).

Diante de tanta informação gerada por usuários a partir de seu comportamento, os sistemas de big data conseguem criar tendências e oportunidade de negócios.

Certamente o conceito de coleta de dados evoluiu para o que hoje funciona como um sistema de interpretação de informações.

Ou seja, todo o rastro deixado pelos usuários no ambiente virtual contribui com insights para todos os modelos de negócios, de diferentes segmentos.

Big data para cada segmento

No atual cenário do mercado mundial, as empresas que investem em tecnologia normalmente saem na frente na corrida pelo topo.


Por isso, cada vez mais empresas de diferentes segmentos apostam nos sistemas de big data para conseguir análises assertivas sobre o mercado e seus consumidores.

Resumindo, todos segmentos podem ter maior controle sobre o volume de dados gerados e fazer com que eles trabalhem a seu favor.

A partir de sistemas de inteligência artificial, as empresas conseguem analisar e conferir informações diversas com mais velocidade e precisão.

Portanto, neste artigo reunimos os segmentos que podem abraçar o big data agora mesmo, sob o risco de ver o concorrente largar na sua frente.

Varejo

No segmento varejista, que inclui lojas de departamentos, supermercados e todos os diferentes tipos de comércio, o foco é o relacionamento com o consumidor.

A partir de soluções de big data estas empresas conseguem oferecer itens relevantes para seus usuário, com base interações virtuais com clientes e prospects.

Além disso, os programas de fidelidade das redes do varejo funcionam como base de dados para aperfeiçoar a experiência de cada consumidor.

Da mesma forma acontece com o disparo de ofertas e descontos promocionais direcionados para cada cliente.

Financeiro

A principal contribuição do big data com o setor financeiro diz respeito à prevenção de fraudes a partir de análises de dados.

Ou seja, o sistema baseado em big data analisa todo o volume de dados para encontrar padrões relacionados a possíveis golpes.

Por outro lado, a análise de dados com inteligência artificial pode detectar comportamentos diferentes em uma transação financeira.

Indústria

Aqui o big data se aplica às indústrias ajudando a aumentar a qualidade e a produção, assim como diminui o desperdício de material.

Nesse sentido, os dados e informações automatizados pelas ferramentas de análise deram início ao conceito de indústria 4.0.

Principalmente depois de integrar máquinas que operam com inteligência artificial, cada módulo dos processos fabris trabalha de acordo com a demanda.

Isto significa que a linha de produção das indústrias passa a ser feita sob medida, minimizando as chances de prejuízo.

Big data como solução

Portanto, percebemos que o big data pode atingir diferentes segmentos de forma positiva, desde modelos simples aos mais modernos.

Ao investir em ferramentas de análise de dados e informações, os líderes e gestores conseguem ter vantagem competitiva.

Se você está em busca de uma solução para abraçar o sistema de Big Data, então descubra tudo sobre as soluções da Viceri!

Conteúdos Relacionados

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin