Análise de dados na prática: como funciona a captura de informações

Fique por dentro de tudo que acontece na Viceri

Assine a nossa Newsletter

Ao enviar este formulário, declaro que li e aceito a Declaração de Privacidade da Viceri.

Muito se fala sobre o big data, a análise de dados e como estas ferramentas se tornam cada vez mais essenciais para o futuro das empresas.

Ao deter informações sobre preferências e comportamento, assim como dados pessoais de cada consumidor, a experiência deles com a marca tende a ser melhor.

Para entender o valor destas informações para as organizações, basta saber que todos os dados servem para balizar processos, decisões estratégicas da gestão, entre outros.

Teoricamente, a análise baseada em dados consiste em armazenar, analisar, transformar e tornar cada informação uma vantagem competitiva para as empresas.

Apesar de conhecida em todo o mundo, a estratégia baseada em big data e análise de dados ainda gera dúvidas em alguns gestores.

Por isso, neste conteúdo mostraremos como funciona a análise baseada em dados na prática a partir de informações de clientes.

Análise de dados na prática

O conceito de big data inclui interpretar um grande volume de dados estruturados ou não, desde sua entrada no banco de dados da companhia, até o uso delas em prol da operação.

Em outras palavras, estamos falando de saber o que fazer com as informações pessoais de cada cliente interessado no que a empresa tem para oferecer.

Porém, não se trata de quantidade de informações, já que será preciso saber o que fazer com elas para que traga retorno para o negócio.

Nesse sentido, cabe à gestão analisar e interpretar corretamente as informações e transformá-las em ideias para melhores decisões estratégicas.

Para ficar mais claro, desenvolvemos um passo a passo sobre o caminho que os dados percorrem até se transformarem em insights.

Passo a passo da análise de dados

Antes de mais nada, as empresas devem extrair os dados armazenados em seu sistema, assim como as informações de outras fontes, dependendo do nicho de cada companhia.

Por exemplo, boas fontes de dados podem ser retiradas de transações financeiras e bancárias, assim como informações disponíveis nas redes sociais.

Após transmitir todos esses dados de forma rápida para o sistema da companhia, eles passam a ser separados como estruturados e não estruturados.

Ou seja, os dados estruturados se caracterizam por serem numéricos, como os bancos de dados, enquanto os não estruturados respondem por vídeos, cotações e documentos em geral, como um e-mail.

A partir de agora o big data entra em ação para gerenciar corretamente toda a quantidade de informações geradas.

Isto é, a partir de processos eficientes de análise de dados, a gestão consegue aproveitar toda a estrutura de dados de forma estratégica para gerar mais resultados.

Aplicando o big data

Antes de colher os frutos que os dados podem oferecer para as empresas, a gestão deve entender a necessidade de ter critérios para sua implantação.

Por isso, reunimos algumas dicas para a implantação do conceito em seu negócio.

Origem dos dados

A primeira etapa do processo passa por entender de onde virão os dados analisados para que o resultado seja assertivo.

Por exemplo, a análise de dados de origem das redes sociais pode ser usada para balizar estratégias de vendas e marketing.

Processamento de dados

Nesta etapa a análise passa a identificar padrões de consumo e, para isso, a ajuda vem de ferramentas como dados de estatísticas, Machine Learning, IA (Inteligência Artificial), entre outras tecnologias disponíveis.

Também conhecida como mineração de dados, esta fase da implantação do big data relaciona os padrões de comportamento que tem maior relevância para cada empresa.

Integração de dados

Por fim, a etapa de cruzamento ou integração de dados usa as informações extraídas de maneira convergente e integrada.

Afinal, as informações sobre o comportamento dos clientes trazem diferentes ideias de acordo com cada modelo de negócio, para que insights sejam gerados.Quer saber mais sobre como a Viceri ajuda sua empresa a captar e analisar dados dos clientes? Solicite agora mesmo uma demonstração gratuita da nossa ferramenta de Big Data!

Conteúdos Relacionados

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin